top of page
  • Foto do escritorSabrina Raquel Soares Rodrigues

Você sofre com o intestino preso?

Atualizado: 2 de mai. de 2022



O que caracteriza uma constipação?


Além de evacuações infrequentes

esforço excessivo,

sensação de evacuação incompleta,

tentativas fracassadas ou demoradas de defecar, uso de manobras digitais para evacuação das fezes,

inchaço abdominal e

consistência dura das fezes.


Possíveis causas:

  1. Por distúrbio funcional da defecação;

  2. Constipação por trânsito lento (STC);

  3. Síndrome do intestino irritável com predominância de constipação (SII-C).

  4. Defecação dissinérgica, um distúrbio funcional da defecação, é um distúrbio comportamental adquirido da defecação presente em dois terços dos pacientes adultos, onde uma incapacidade de coordenar os movimentos abdominal, reto-anal, e os músculos do assoalho pélvico durante a tentativa de defecação existe.

  5. Desequilíbrio microbiano intestinal pode desencadear a ativação imunológica da mucosa, levando diminuição da barreira epitelial, o que resulta ainda em hipersensibilidade visceral e anormalidades da motilidade intestinal,

  6. Tipo de bactérias patogênicas: do gênero Enterobacter e bactérias comensais mais baixas dos gêneros Bifidobacterium e Lactobacillus em comparação com os controles saudáveis.

As bactérias comensais do intestino são extremamente benéficas para a saúde humana, facilitando o metabolismo dos nutrientes e a resistência à colonização patogênica, promovendo a integridade das células epiteliais, além do claro desenvolvimento do sistema imunológico


Microbiota intestinal é única em cada indivíduo, e começa lá na gestação...


Bacteroides, Bifidobacterium, Eubacterium, Fusobacterium, Clostridium

O desenvolvimento da obesidade nos seres humanos pode ser influenciado pelas proporções relativas de dois filos principais de bactérias da flora

Intestinal, os Bacteroidetes e as Firmicutes, sugerindo que a atividade metabólica destes microbióticos intestinais facilita a extração e a estocagem das calorias ingeridas.


Abordagem terapêutica inicial para constipação


Deve ocorrer mudanças na dieta e no estilo de vida, como incentivo à ingestão adequada de líquidos e fibras, exercícios regulares e modificação da dieta.


Os laxantes, como prescrição medica, são a base do tratamento farmacológico para potencial terapia de longo prazo em pacientes que não respondem ao estilo de vida ou modificação da dieta.


A ingestão diária recomendada de alimentos ricos em fibras é de pelo menos 20 a 48g.

Melhora a frequência e a consistência das fezes. Tem um efeito positivo no esforço excessivo e no tempo de trânsito colônico.

O principal objetivo da utilização dos probióticos é o de aumentar o número de microrganismos benéficos e suas atividades, como a modulação da inflamação do seu intestino.

Uso de probióticos: Escolher leites fermentados sem açúcar, kefir de leite ou de água, kombuchá, ou fazer suplementação ideal com várias cepas que auxiliam a colaborar com a alimentação das bactérias boas.

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page